slider_ansiedade

O primeiro passo para tratar esses sintomas da ansiedade é aprender a reconhecê-los, tendo em mente que aquela sensação ruim não corresponde necessariamente à realidade, ou então o sentimento está em uma dimensão desproporcional ao real problema.

Aprenda a reconhecer alguns sinais emocionais típicos da ansiedade.

Controlando a ansiedade
Insegurança e medo do futuro: uma pessoa ansiosa tende a sentir profunda incerteza sobre o que está por vir. O sentimento de incerteza é desagradável e sempre acompanhado por maus presságios e o famoso “sofrimento por antecipação”. A alternativa para aliviar esse sintoma é compreender que o sentimento de pânico e insegurança em nada irá mudar o resultado no futuro. O melhor é deixar a angústia para quando – e se – algo ruim realmente acontecer.

 

Controlando a ansiedade
Solidão: os inúmeros sintomas da ansiedade podem levar uma pessoa a se tornar mais introspectiva, fechada e sem vontade de compartilhar seus sentimentos, que muitas vezes estão perturbados. O isolamento ocorre pela e falta de identificação e da incompreensão não só de si próprio, mas também das outras pessoas com relação ao ansioso. Muitos criticam, julgam que certos sentimentos são “frescura” e não entendem o que o transtorno da ansiedade é capaz de causar.

 

Controlando a ansiedade
Alternância entre momentos de agitação e depressão: a ansiedade causa uma montanha russa de sentimentos, entre eles, a alternância entre momentos de inquietude, vontade de realização, impulsividade, momentos de depressão, tristeza, frustração e tudo isso sem motivo aparente. Isso ocorre devido à grande velocidade e diversidade de pensamentos e sentimentos em um mesmo momento.

 

Controlando a ansiedade
Alterações de humor e nervosismo: uma pessoa durante uma crise de ansiedade não consegue responder claramente aos eventos externos, ou seja, existe uma resposta afetiva desadaptada e inconstante, somada a uma sensação de medo extremo. Com isso, os mecanismos de defesa tornam-se ativados e vulneráveis ao nervosismo e irritação.

 

Controlando a ansiedade
Pressa constante: ansiedade é um transtorno relacionado à vida moderna, cujo ritmo é sempre acelerado e as atividades são realizadas sempre com pressa. A sensação de “pressa”, mesmo que sem motivo, impera no dia a dia de quem sofre com ansiedade, e prejudica seriamente sua qualidade de vida. Quem tem esse transtorno se alimenta mal, dorme mal, não descansa e não canaliza suas energias de forma equilibrada e saudável.

 

Controlando a ansiedade
Preocupação excessiva, medos e fobias: em toda pessoa ansiosa uma sensação constante de medos e inseguranças. Não é incomum que esse transtorno seja levado ao extremo, como por exemplo, com o surgimento de fobias e síndrome do pânico. Esses sintomas ocasionam uma reação desproporcional de medo diante determinados eventos. Transtornos como esses exigem acompanhamento médico e tratamento, já que podem causar sérios danos à qualidade de vida.

 

Controlando a ansiedade
Dificuldades de concentração: a ansiedade faz com que o pensamento seja sempre acelerado, dificultando a concentração e o foco. Isso também faz com que indivíduo não veja as situações com clareza e compreensão.

 

Controlando a ansiedade
Problemas de memória: a dificuldade em manter-se focado e concentrado faz com que não haja uma eficiente apreensão da memória. Portanto, não é raro que uma pessoa ansiosa tenha mais dificuldade na aprendizagem e na retenção de informações.

Recomendados

Combatendo a insônia nos idosos
Leia mais...
Insônia: dorme mal ou é ansiedade?
Leia mais...
Como manter a calma para a prova do Enem?
Leia mais...
Dicas para combater o estresse na rotina e a insônia
Leia mais...
Exercício: Como distrair a mente para dormir melhor
Leia mais...

0 comments

Responder