13_pasalixpi-capa.png

Desde que os casos de COVID-19 começaram a se espalhar pelo mundo, dando início a grande pandemia, uma palavra pode resumir cenário e o sentimento de toda população e dos órgãos mundiais: incertezas e mais incertezas.

É um momento de grandes desafios para a ciência, governos, negócios, e para a sociedade. Não se tem um conhecimento completo sobre a doença, tratamentos e prevenção, da mesma forma que não são conhecidas ou medidas ao certo as consequências desse fenômeno.

Os avanços acontecem em passos lentos, enquanto o número de infectados aumenta, iniciando uma corrida contra o tempo para descobrir novas formas de se conviver e se relacionar, obedecendo as regras de isolamento social conforme possível, e ainda lidando com os danos psicológicos e inevitáveis desse período.

Mas como podemos enfrentar e como superar tais incertezas?

  1. Acompanhe e atualize os dados conhecidos: no caso da saúde, quando estamos lidando com doenças conhecidas e estudadas, é possível prever o número de doentes que o sistema de saúde (público e privado) irá receber em um dado período. É possível assim estimar a demanda por equipamentos, profissionais de saúde, insumos (como medicamentos), entre vários outros aspectos.
  2. Cuidado com as fake news: num momento em que as fake news estão em alta, muito cuidado para não cair em notícias não embasadas, pesquisas fantasiosas, ou falsas previsões que têm como único objetivo ganhar likes em cima de mentiras.
  3. Faça sua parte: mesmo que o cenário seja desolador, fazer a sua parte traz a tranquilidade e a certeza de que, mesmo que o risco seja grande, você está fazendo o possível para colaborar com a sociedade e para conter o avanço da pandemia.
  4. Viva um dia após o outro: num período de incertezas, viver no amanhã pode trazer muita angústia e ansiedade. Então, ao invés de fazer inúmeros planos para quando acabar a pandemia, foque no presente, pense em maneiras de crescer com a situação e aproveitar ao máximo o período com atividades enriquecedoras.

Recomendados

Compulsão alimentar e ansiedade
Leia mais...
Quais os  sintomas característicos da insônia e qual principal grupo de risco?
Leia mais...
Principais alimentos causadores da insônia
Leia mais...
Ansiedade e depressão: quando procurar ajuda?
Leia mais...

0 comments

Responder