8_capa_pasalix_pi.png

A ansiedade tem causado diversos danos à sociedade moderna, entre eles a insônia, estresse e outros distúrbios. Mas, segundo um estudo da Universidade Estadual de Iowa, nos Estados Unidos, desejar o bem à outras pessoas, faz com que se aliviem os sintomas de ansiedade.

Para chegar a essa conclusão, cientistas pediram para que participantes caminhassem por 12 minutos e focassem em determinados pensamentos ao encontrar outras pessoas. Divididos em 4 grupos, sendo que cada grupo deveria focar em uma emoção diferente, o intuito era perceber quais as emoções estavam sendo geradas neles mesmos, quando observavam desconhecidos na rua.

O primeiro grupo devia desejar felicidade; o segundo na conexão que eles possuem com o outro; o terceiro apenas em si mesmos, colocando o próximo em um patamar inferior durante a troca de olhares e, finalmente, o quarto grupo de pessoas estava lá apenas para focar no aspecto visual dos transeuntes, como por exemplo, qual roupa eles estavam usando. Antes e depois do experimento, os pesquisadores fizeram entrevistas com cada participante para medir níveis de ansiedade e estresse.

Como era de se esperar, quem focava em seu próprio universo e olhava para o outro de maneira egoísta, manteve os mesmos níveis de estresse e ansiedade, enquanto que o grupo que desejou o bem sem julgar, se sentiu mais feliz e calmo.

Ou seja, a empatia pode transformar a vida das pessoas, e, para isso, é preciso cuidar de nossos pensamentos, pois eles mudam, sim, nosso estado de espírito

Recomendados

Série “Filmes que fazem bem para a alma” – “A vida é bela”, de Roberto Benigni
Leia mais...
Amigos constroem pequenas vilas para viverem juntos ate a velhice
Leia mais...
Ansiedade e baixa-autoestima: como controlar?
Leia mais...
8 aplicativos para relaxar em viagens
Leia mais...
Jogos casuais ajudam a aliviar a ansiedade
Leia mais...

0 comments

Responder