3_Capa_Pasalix_julho.png

A adrenalina é um hormônio produzido pela medula da suprarrenal que está relacionado com situações de estresse e excitação. É comum que nessas situações as pessoas comecem a apresentar taquicardia, sudorese e dilatação das pupilas, respostas conhecidas como reações do tipo luta ou fuga.

Em razão de suas ações no sistema cardiovascular e no metabolismo, a adrenalina é usada no tratamento de vários problemas de saúde, sendo encontrada em anestesias e remédios para dor. Entre as indicações do uso de adrenalina, podemos citar a síndrome vasoplégica (uma complicação que ocorre após cirurgias cardíacas), broncoespasmo (contração da musculatura dos brônquios) e choque anafilático, que é uma grave reação de hipersensibilidade.

De um lado, adrenalina em excesso é uma gatilho do estresse e de doenças, de outro essa sensação pode causar prazer em algumas pessoas, e formar verdadeiros “viciados em adrenalina”. Normalmente esses indivíduos acabam investindo em esportes radicais e aventuras, já que essas atividades liberam adrenalina no organismo.

Porém é importante não confundir liberação de adrenalina com falta de segurança. Caso queira viver grandes aventuras e sentir esse verdadeiro frio na barriga, fique atento às medidas de seguranças adequadas a cada atividade. Já os estímulos de adrenalina por vias induzidas e artificiais não são indicados sem prescrição médica.

Recomendados

4 causas mais comuns de dores de cabeça matinais
Leia mais...
6 sinais de que você está super estressado
Leia mais...
Amigos constroem pequenas vilas para viverem juntos ate a velhice
Leia mais...
Cheiro de natureza interfere positivamente no gerenciamento do estresse
Leia mais...

0 comments

Responder