narcolepsia-preguica-sonolencia

Na hora de dormir, o sono não vem, mas em compensação, ao decorrer do dia, no trabalho ou durante a aula, um sono arrebatador toma conta.
Nessa hora, a preguiça parece não ter fim e não há café ou água fria no rosto que melhore a sensação de sonolência.

Isso ocorre porque você está cansado. Ou seja, não dormiu o tempo suficiente durante a noite, ou se dormiu, não teve um sono revitalizador.
Em longo prazo, essa situação de sonolência excessiva ao longo do dia se configura em um distúrbio do sono: a narcolepsia.

Normalmente, esse distúrbio não tem fácil diagnóstico, já que pode ser confundido com a famosa preguiça. Mas na verdade se trata de uma doença que pode trazer enormes prejuízos para o dia a dia da pessoa, com sintomas como transtornos de atenção, dificuldade na retenção de memória, pode provocar acidentes e até mesmo levar à depressão.

Atitudes simples, que podem ser adaptadas na rotina, ajudam a combater a sonolência diurna. Quem sofre deste distúrbio pode, por exemplo, estabelecer uma rotina mais rígida, contemplando períodos para o trabalho, exercícios físicos, lazer, relaxamento e o sono. Quem tem a possibilidade de tirar um leve cochilo durante a tarde também é uma solução, mas não deixe que ele ultrapasse 20 minutos, caso contrário, o indivíduo pode não dormir a noite e piorar o ciclo da sonolência diurna.

Recomendados

Como manter a calma para a prova do Enem?
Leia mais...
5 novos tipos de insônia segundo estudo científico
Leia mais...

0 comments

Responder