tdah-pasalix-ansiedade

Até hoje o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) não é diagnosticado facilmente, e mesmo quando diagnosticado, não é fácil o entendimento da sociedade com relação a esta adversidade.

Muitas crianças e adultos, por não conseguirem esconder os sintomas, são julgados erroneamente como preguiçosos, inquietos, desatentos ou desinteressados, e acabam marginalizados. Já a impulsividade do TDAH é reconhecido como inconveniente em seu meio social, e isso contribui negativamente para a auto-estima, podendo até desenvolver outros distúrbios, como depressão e ansiedade.

É um transtorno neurobiológico de origem genética, relacionado a uma disfunção na região pré-frontal do cérebro, que controla os impulsos, a capacidade de planejamento, concentração, memória, entre outras funções. Os sinais clínicos são evidentes, porém as alterações que o TDAH provoca no organismo não podem ser medidas em exames laboratoriais.

Ansiedade e TDAH tem muito em comum, ambos prejudicam a capacidade de concentração, levando a distrações, esquecimentos, forte agitação mental e até mesmo física, porém por causas bastante diferentes.

Quando se tem estes sintomas, é essencial ter um bom diagnóstico diferencial, pois os sintomas da ansiedade são muito parecidos com o TDAH. Deve-se levar em conta, que no caso de crianças, nem toda hiperatividade tem relação com o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade.

Pode ser um caso de Ansiedade, que esteja manifestando os sintomas de Déficit de Atenção ou uma comorbidade – a ocorrência de dois ou mais problemas ao mesmo tempo. Ter um diagnóstico preciso de um profissional qualificado e saber exatamente o que se trata é importante, para seguir os tratamentos mais precisos e eficazes.

O diagnóstico do TDAH ocorre através da observação comportamental. No caso de crianças, é feita através de avaliações de leitura, raciocínio, memória e aplicação de testes específicos, tanto no ambiente escolar quanto familiar.

Já na vida adulta, as consequências podem ser tão graves quanto. O adulto apresenta dificuldade em manter o foco no trabalho e nas obrigações do dia a dia e, se não tratado, pode trazer sérios prejuízos à vida profissional e social.

Estas pessoas necessitam de tratamento, seja através do uso de medicação ou adequação das atividades conforme suas necessidades. No ambiente escolar, possivelmente uma criança com essa disfunção não se adequa aos meios tradicionais de ensino, e necessitam de profissionais habilitados para lidar com estas questões.

Veja como reconhecer alguém com TDAH:

– São pessoas agitadas e inquietas, falam bastante, não conseguem ficar paradas.

– Não conseguem se manter em atividades longas, repetitivas ou que não lhe pareçam interessante.

– Distraem-se facilmente com estímulos externos e até mesmo com pensamentos.

– Cometem muitos erros por falta de atenção.

– São mais esquecidos.

– Têm dificuldade de esperar.

– São desorganizados e não conseguem planejar.

-Demonstram inteligência acima da média, mas tem desempenho, aparentemente, inferior quando inseridos em meios tradicionais.

 

 

 

tdah-pasalix-ansiedade

Recomendados

Yoga pode melhor os sintomas de depressão e ansiedade
Leia mais...
O que fazer quando o parceiro (a) não entende a sua depressão?
Leia mais...
Bebidas quentes e comidinhas para regular hormônios que ajudam a dormir
Leia mais...
Exercício: Como distrair a mente para dormir melhor
Leia mais...
Surto de depressão e ansiedade no Brasil?
Leia mais...

0 comments

Responder