A pandemia virou a rotina das pessoas de cabeça para baixo. Somam-se: a adaptação ao home office, as transformações na rotina, o isolamento social e a preocupação com os riscos de contaminação ao COVID-19. E tudo indica que esses fatores estão atrapalhando o sono da população.

A insônia e outros distúrbios podem ocorrer porque o sono é muito dependente de horários bem definidos e atividades rotineiras, principalmente em quem já tem alguma predisposição.

A insônia caracteriza-se pela dificuldade para pegar no sono, acordar várias vezes ou despertar bem antes do horário esperado. O problema pode se acentuar nesse período em quem já sofria com ele ou até aparecer em quem até então dormia bem. Mas existem formas de diminuir a insônia nesse período delicado! Confira algumas dicas!

  • Evite praticar exercícios físicos intensos perto da hora de ir dormir;
  • Limite o acesso às notícias sobre a pandemia e o tempo dedicado às redes sociais que aumentam as preocupações e impedem o descanso;
  • Se exponha à luz solar, mesmo que seja na janela do apartamento, por alguns minutos.
  • Cuidado com as sonecas para não atrapalhar o sono noturno;
  • Use a cama somente para dormir e evite eletrônicos no quarto;
  • Mantenha o quarto limpo, fresco e confortável;
  • Atenção à alimentação, coma de maneira leve à noite e evite alimentos estimulantes.

0 comments

Responder