Segundo Organização Mundial da Saúde, o distúrbio do sono afeta 40% dos brasileiros e 45% da população mundial. A insônia está relacionada com as dificuldades em dormir ou de conseguir manter um sono continuo sem ser interrompido durante a noite.

Ela provoca diversas consequências negativas em nosso dia a dia. Além dos prejuízos para a saúde, a insônia provoca um intenso mal-estar causado pela constante sensação de cansaço, já que o corpo e a mente não descansam de forma adequada durante a noite.

O estresse é um dos maiores vilões do sono porque ele provoca a agitação das sinapses, mantendo o corpo em um estado sempre vigilante, agitado para entrar em funcionamento completo em qualquer momento.

A tecnologia também colabora para o agravamento da insônia. As pessoas passam horas “plugadas”, recebendo uma grande quantidade de informações, e muitas vezes isso ocorre já na cama, minutos antes de pegar no sono, fazendo com que o indivíduo fique altamente desperto. A melhor solução é esquecer o celular e eletrônicos antes de ir para a cama.

Em médio e longo prazo, a má qualidade do sono provoca o aparecimento de diversos distúrbios, como alteração de humor e comportamento. Quem não dorme bem à noite, sente-se sonolento, fica com concentração afetada e sem reflexos rápidos, tornando-se até mais vulnerável para acidentes.

O período de repouso é essencial para o funcionamento saudável do organismo. O sono atua reforçando a imunidade, renovando as células, neutralizando os radicais livres e consolidando a memória.

 

 

Recomendados

5 novos tipos de insônia segundo estudo científico
Leia mais...
Insônia: dorme mal ou é ansiedade?
Leia mais...
Bebidas quentes e comidinhas para regular hormônios que ajudam a dormir
Leia mais...
Insônia e Apneia são os distúrbios que mais podem afetar seu sono – veja como lidar com eles
Leia mais...
Exercício: Como distrair a mente para dormir melhor
Leia mais...

0 comments

Responder